OS  HOMENAGEADOS

marcelo-web1.jpg

Marcelo Nova

Publicado em 30/11/2008

Atualizado em janeiro 2020

 

O atual indicado e homenageado na “Rockwalk Brasil®” teria sido vocalista da banda baiana “Camisa de Vênus”, depois seguido carreira solo e em 1989 gravaria “A Panela do Diabo”, ao lado de Raul Seixas, seu amigo de sempre. Figura marcante, personalidade polêmica, e um dos nomes mais irreverentes da história do rock brasileiro MARCELO NOVA, acaba de registrar as impressões de suas mãos na “Calçada da Fama do Rock”.

O artista é indicado na categoria “ Músico”, pelo reconhecimento a sua contribuição para a história do rockandroll nacional.

 

Os primeiros contatos com o cantor não indicam o sucesso da iniciativa, pois, com fama de ‘genioso’, Marcelo Nova seria quase inacessível, segundo interlocutores; no entanto, após a confirmação do encontro, o artista se torna simpático acima da média dos rockstars brasileiros.

E assim, a cerimônia de captação acontece durante a estada de Marcelo Nova na cidade de Ribeirão Preto SP, no sábado 29 de novembro de 2008, por ocasião de seu show programado para esta noite.

 

O músico recebe nosso cast RockWalk Brasil® demonstrando grande satisfação em participar do projeto, que acredita ser “de inegável importância ao patrimônio da música brasileira”, segundo suas próprias palavras.

Muito atencioso e bem-humorado no encontro com o criador do projeto Marcio Mota e sua equipe, grava as impressões de suas mãos e autografa a placa de concreto, assim como também o faz com uma guitarra pertencente ao projeto, mais um instrumento que integrará a enorme coleção de que a RockWalk Brasil® já dispõe, o futuro acervo do Museu do Rock.

 

Marcelo Drummond Nova (Salvador, 16 de agosto de 1951), seria mais conhecido como vocalista da banda baiana Camisa de Vênus, do início dos anos 80 até o seu primeiro final em 1987. Em 1988 inicia carreira solo e grava, no ano seguinte, um LP ao lado de Raul Seixas ”A Panela do Diabo”.

Em 1984, durante um show do Camisa de Vênus no Circo Voador, Raul Seixas estava presente e quis conhecê-los. A partir daí, Marcelo Nova e Raul Seixas tornam-se grandes amigos e em 1989 decidem gravar um disco juntos e saem em turnê, realizando 50 shows.

 

Entre muitas idas e vindas, Marcelo Nova reúne-se esporadicamente com o Camisa de Vênus. Seu último trabalho de estúdio é o álbum “12 Fêmeas” de 2013. É conhecido, entre outras, pelas músicas "Bete Morreu", "Eu não Matei Joana D'Arc", "Simca Chambord" e "Só o Fim", com o Camisa de Vênus; "Cocaína", "Coração Satânico" e "Faça A Coisa Certa" da carreira solo; bem como "Pastor João e a Igreja Invisível" e "Carpinteiro do Universo", com Raul Seixas.

 

É pai da ex-VJ da MTV Penélope Nova e do atual guitarrista e produtor do Camisa de Vênus, Drake Nova.

 

Seria ainda na infância que Marcelo Nova teria seu primeiro contato com o rock and roll, ouvindo Little Richard, e aos 14 anos veria “Raulzito e os Panteras” ao vivo, talvez seu maior incentivo.

 

No início da fase adulta trabalha com seu pai numa clínica de fisioterapia, vendendo seguros, e em sua própria loja de discos “Néctar”, em meados dos anos 70. Depois viria um emprego numa rádio FM de Salvador, responsável pelo programa “Rock Special”, e assim torna-se conhecido até em São Paulo e Rio, cidades das grandes Gravadoras.

O próximo passo no início dos anos 80, seria vender a loja e viajar para Nova Iorque, seu primeiro contato com o movimento Punk.

De volta ao Brasil forma uma banda de rock e punk com o amigo Robério Santana, e o primeiro compacto abre as portas para um álbum. Logo já seriam quatro álbuns de estúdio e um ao vivo, e o reconhecimento nacional após vender mais de 300 mil cópias do disco “Correndo o Risco”.

Em 2011, lança o álbum duplo “Hoje No Bolshoi”, gravado ao vivo em Goiânia. Esse disco rende também um Bluray e um DVD, e nele estão canções de vários períodos da sua carreira.

Em 2013 chega o álbum de inéditas “12 Fêmeas”.

Após outras idas e vindas, em 2015 Marcelo Nova e Robério Santana anunciam uma turnê pelos 35 anos da fundação do Camisa de Vênus, e em junho de 2016, após 20 anos sem lançamentos, a banda anuncia a turnê "Dançando na Lua", homônima do novo álbum, contendo apenas faixas inéditas.

 

Em 2017 Marcelo Nova em entrevista para uma Rádio contaria uma história sobre seu filho Drake: “Estávamos tocando, numa época que eu mudava muito de banda, e um guitarrista solando sem parar. A música chega no meio e o cara solando sem parar. Aí o Drake, ainda com 16 anos, sai de um lado do palco e chega no ouvido do cara, d’uns 40 anos, e fala: ʹÉ dó, porra! É dó! Segura em dó!ʹ. Eu disse: ʹBom, a partir de agora não é mais quebra-galho, agora é o cara"...

 

E 2020 nasce com o som de Marcelo Nova, novamente liderando o Camisa de Vênus, na TV. A partir da meia-noite, a banda abre a madrugada de apresentações da faixa “Verão Show”, seguida por grupos mais jovens da cena musical baiana, como Malefactor, Alquímea e Drearylands.

Os shows de rock seriam gravados pela TVE Bahia, em Salvador, e cedidos à TV Brasil. As apresentações são comemorativas aos 30 anos do #RockConcha, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves.

CATEGORIA

‘IN MEMORIAN’

ordem alfabética

André Matos

Antonio Marcos

Banda The Jet Blacks

Big Boy

Bolão e Seus Rockettes

Carlos Alberto Belmont

Carlos Imperial

Cassia Eller

Cazuza

Celly Campello

Chico Science

Dino

Dom & Ravel

Dori Edson

Ed Wilson

Eddy Teddy

Geraldo Brandão

Henrique Bartsch

Itamar Assumpção

Jessé

João Augusto

José Ricardo

Júlio Barroso

Luizinho & seus Dinamites

Mamonas Assassinas

Manito

Marcelo Fromer

Meire Pavão

Mingo

Nora Ney

Paul de Castro

Paulo Henrique

Pedrinho Batera

Pedro Gil

Raul Seixas

Renato Russo

Rodrigo Netto

Rogério Duprat

Ronnie Cord

Rossini Pinto

Sérgio Murilo

Sergio Sampaio

Silvinha Araújo

Teddy Milton

Terry Winter

Tico Terpins

Tim Maia

Torquato Neto

Waldir Anunciação

Wander Taffo

Zé Rodrix

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

© 2008 by MMP ROCK Business. All Rights reserved ®